É possível criar um Bernese em apartamento?

Quando eu completei 40 anos, confesso que nem queria saber de presentes! O ano que antecedeu esta data foi de muita angústia e não queria fazer festa ou falar sobre presentes.

Meu aniversário aconteceu em uma Quinta-feira e fiz apenas um bolinho no escritório (contra minha vontade). Foi bacana, é gostoso receber o carinho das pessoas. Na família não fiz nada… Usei uma desculpa qualquer para despistar da comemoração e passou assim.

Qual não foi minha surpresa, minha família não deixou passar em branco! Apenas esperaram passar uns dias da data. Fizeram um bolo e uma festa linda na casa da minha irmã Marcia, foi uma surpresa incrível, eu não esperava!!! Já meu esposo, me presenteou com um filhote de Bernese Mountain Dog. Lindo!!! Fofo e carinhoso, fiquei muito feliz! Já tive outro Bernese e nutria o sonho de poder ter outro, mas vários fatores me impediam, e um deles era justamente a falta de espaço.

Mas ali estava um filhote lindo, indefeso, cheio de amor para dar e ansioso por receber nosso carinho. Os primeiros dias foram tranquilos, pois eu já tinha uma cachorrinha (Amora – Lhasa Apso) e ele ia aprendendo as regras com ela. Logo ele aprendeu que deveria fazer as necessidades fisiológicas na varanda e que tinha que dormir também fora da casa.

Os meses foram passando e o Bernese foi crescendo, ganhando peso e força e tudo que veio junto era proporcionalmente grande e forte!
Foto redes sociais Idadedaloba
Tivemos que aprender a lidar com diversos contra tempos. O filhote comia os chinelos da minha filha, mordia os tênis do marido, mordia utensílios de cozinha, revirava lixo, destruía roupas e coisas novas. Confesso que no inicio foi muito estressante. Mas junto com isso, o Thor foi crescendo muito carinhoso e amoroso, aprendeu os comandos e notamos que estas coisas que ele destruía, tinham relação com ansiedade pela nossa ausência. A solução foi disponibilizar brinquedos e ossinhos a vontade e deixar as coisas fora do alcance.

A falta de espaço (ou de um quintal) não impediu que convivêssemos bem com o Bernese. Mas foram necessários alguns cuidados para que a casa não ficasse com mau cheiro. Adotei a limpeza varias vezes ao dia. Tentei utilizar o tapete higiênico, mas no meu caso não funcionou. Ele mordia e destruía o tapete todo. Então os cachorros fazem suas necessidades direto no chão, e limpamos. Os sólidos retiro com papel higiênico e descarto, e a urina, lavo ou limpo com pano. Costumo utilizar desinfetante Sanol (especifico para Pets), pois ele inibe o odor, e misturo agua sanitária, que também desinfeta e elimina o mau cheiro. Faço isso três vezes ao dia. (as vezes mais). É rápido, pois não deixo acumular.

Muitas vezes me pergunto se esta luta diária tem algum sentido. Me sinto cansada e principalmente quando está muito frio, dá preguiça. Mas é difícil me sentir assim, e logo passa. O amor que os filhotes nos dão, compensam todo o esforço fazemos para manter a casa limpa.
IMG_5509
Os meus cachorros tem acesso à casa durante o dia, até a hora de dormir. Sendo assim, o cuidado com a casa também é especial. Costumo varrer e aspirar o tapete varias vezes por semana, e o chão precisa ser limpo, também com desinfetante e agua sanitária. Meus cachorros não sobem nos sofás, mas mesmo assim, aspiro semanalmente, pois o Bernese solta muito pelo. O veterinário disse que existem ciclos, mas noto que os pelos estão por todos os lados o tempo todo!

No mais, levar para passear e dar bastante atenção, diminuem a ansiedade do filhote. Quem tem um Bernese, tem um amigo leal e sincero para sempre!

Os benefícios de ter um Bernese são incontestáveis! Mas é preciso ter paciência e equilibrar a relação, para que se possa viver melhor com eles.

Se tiver alguma duvida, deixe nos comentários!

Comente
Anterior
Próximo
Deixe um comentário!