40 anos e uma instabilidade financeira!

Quando estava prestes a completar meus 40 anos, uma das minhas primeiras preocupações foi justamente a minha vida financeira… Minha instável vida financeira! Dá a impressão que se cria uma linha imaginária, que separa a vida antes dos 40 e depois dos 40, pois aquele sentimento veio com tudo e não me deixava pensar em outra coisa. Futuro… futuro… O que nos reserva? Fato é que, além da saúde e da busca por qualidade de vida, a saúde financeira passou a me preocupar diariamente.
IMG_6248
Sigo um Blog muito interessante vidaorganizada.com, onde vi a resenha do livro “Dinheiro, os segredos de quem tem.” do especialista em finanças Gustavo Cerbasi. Imediatamente comprei o livro, e na sequência li outros que a Thais Godinho indicou e tive uma constatação preocupante!!! Não somos preparados, ensinados, direcionados à poupar e ter uma vida financeira estável e que não nos escravize. Na sequência senti uma culpa muito grande, pois gostaria de ter adquirido aqueles conhecimentos aos 20 anos. Óbvio que passado o tempo onde pude “digerir” as leituras, soube que de nada adianta ter acesso à informação, se não tivermos disposição para colocar em prática uma mudança no estilo de vida e na forma de ver o dinheiro.

O livro do Gustavo Cerbasi dá dicas muito simples sobre a importância de economizar, sobre não desprezar pequenos valores, sobre planejamento, gestão de bens e etc. Com exemplos que atendem desde os leitos até os experts no assunto. Do mesmo autor, li “Adeus aposentadoria”.. É alarmante saber que o futuro do nosso sistema previdenciário não é confiável, e que contar apenas com esta opção para garantir renda na terceira idade é um erro, e que teremos uma vida de limitações. Ou seja, a aposentadoria não dá conta de manter um padrão de vida, por mais simples que seja, em um país onde temos que pagar por tudo!

Minha sogra recebe uma aposentadoria que corresponde à um salário mínimo e meio. Só o plano de saúde custa o correspondente à 30% deste valor! É muita coisa! Os preços estão muito altos, mesmo de itens básicos com Energia Elétrica, Água, compras no supermercado. Enfim…

Estou tentando, com muita dificuldade, seguir as recomendações dos livros. A verdade é que poupar requer um esforço muito grande, enquanto que para gastar, há um batalhão de empresas, marqueteiros, sensações e etc que nos levam por este caminho.

Economizar é como emagrecer. Todos sabemos o que temos que fazer, mas é muito difícil ter disciplina para abrir mão de coisas prazerosas em prol de um objetivo. Ainda mais nos dias de hoje, onde vivemos a “Era da depressão, da pressão social, das cobranças”. Estes sentimentos nos deixam vulneráveis à todo tipo de ação que levam nossas finanças à um verdadeiro caos.

A conta é muito simples: Gastar menos do que ganho e poupar o que sobra. No mínimo 10% do salário.

Confesso que estou nesta luta fazem alguns meses, e não tenho conseguido bons resultados. O mês demora muito à passar e sempre acontece algo inesperado. Mas tenho tido muito mais consciência dos gastos, e tenho conseguido evitar os supérfluos.

Deixei os livros que li sobre finanças à mão. Todos eles tem marcações, para que eu possa dar uma lida rápida, quando sentir aquela vontade irresistível de comprar algo para suprir algum vazio. Isso me ajuda a saber que bastam segundos para que se perca o que levou muitos dias ou meses para conseguir.

Vou continuar a me inteirar sobre o assunto, pois a leitura constante sobre o assunto me manterá firme no meu propósito. E daqui a alguns meses farei um balanço para saber o que funcionou e onde continuo falhando.

Assim como na Reeducação Alimentar, a mudança de hábitos relacionados a finanças requer comprometimento e muita conscientização da importância de onde se quer chegar.

Para quem quer começar, recomendo o livro “Virada Financeira” da Patricia Lages. É um livro de leitura fácil, que nos mostra que o equilíbrio e organização (ou falta deles) impactam diretamente nas finanças.

Em seguida recomendo a leitura dos livros do Gustavo Cerbasi: Dinheiro, os segredos de quem tem e Adeus Aposentadoria.

Depois é só ter compromisso para por em prática o que é ensinado. Afinal, o dinheiro é importante e traz tranquilidade nesta fase da vida.
IMG_6250

Segue os livros que li sobre o assunto até o momento:

* Dinheiro, os segredos de quem tem – Gustavo Cerbasi.
Gostei muito. Traz dicas simples de aplicar e seguir. Porém após a metade do livro, os assuntos ficam mais técnicos, falam sobre aplicações, gestão de patrimônio e outras opções de investimento.

* Adeus aposentadoria – Gustavo Cerbasi.
Muito interessante a explicação sobre o sistema previdenciário, renda passiva e algumas formas de poupar. Parte do livro fala sobre previdência privada e formas mais complexas de investimento. Estes assuntos engajam pouco quem está começando.
Resenha no Blog Vida Organizada

* Virada financeira – Patricia Lages.
Livro menos rebuscado, leitura simples. Trata de hábitos simples que podem devolver o equilíbrio à nossa vida pessoal e profissional, o que tras bons resultados no planejamento financeiro.
Blog da autora deste livro

* Eu quero ser Rico. O passo a passo para alcançar a independência financeira – Mauricio Bastter Hissa
Gostei, leitura fácil, sem muitas informações técnicas, fiz diversas anotações.

* Desperte o Milionário que há em você – Carlos Wizard Martins.
Muito interessante, pelo exemplo a ser seguido. Mas o “mote” é o mesmo. Poupar e investir sempre.

* Bilionários – Ricardo Geromel.
Este livro conta o que há de comum entre pessoas normais e bilionários. Interessantíssimo! Fato é que bilionários pensam e agem de maneira similar e o livro mostra 8 regras que podemos usar em nosso favor.

No link abaixo, também do blog Vida Organizada leia um post bacana sobre o assunto:
40 anos e aposentadoria

Bem, reconheci aqui que não é fácil, mas vou “correr atrás do prejuízo” pois nunca é tarde.
Alguém vem comigo? Me conte suas experiências nos comentários.

Comente
Anterior
Próximo
Deixe um comentário!